domingo, 16 de novembro de 2014

Dia do Mar

Para celebrar aqui o Dia Nacional do Mar, roubei umas fotos aqui, uns poemas ali e uma canção além e pronto! Já está!




(roubadas ao meu amigo António Filipe Matias)


MAR SONORO
Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que suponho
Seres um milagre criado só para mim.


LUSITÂNIA
Os que avançam de frente para o mar
E nele enterram como uma aguda faca
A proa negra dos seus barcos
Vivem de pouco pão e de luar.

(roubados a Sophia de Mello Breyner)



(roubado à Dulce Pontes)


Se bem que goste muito mais da versão original (quem diria, não é?!)




21 comentários:

  1. Temas muito lindos você escolheu em poesia e trilha sonora, Graça, para homenagear o Dia do Mar! Marcante mesmo!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Célia!!

      Beijinhos com sabor a maresia...

      Eliminar
  2. Não sabia que era o dia do mar. Dia 17 , costumava ser o dia do não fumador...o que eu passei....
    A Dulce Pontes , é quase minha vizinha e da casa dela e da minha veem-se os montes em toda a sua beleza. Neste momento ,os picos mais altos , já em Espanha , têm neve.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  3. Não gosto muito do registo da Dulce Pontes. Tem uma belíssima voz, mas acho aqueles requebros todos muito exagerados...

    Bela deve ser a vista que se tem daí da sua casa... Gosto muito de Trás-os-Montes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a mesma opinião. Os requebros da voz até me cansam

      M.A.A.

      Eliminar
  4. E fica aqui muito bem celebrado. Eu, que andei "desligada" todo o fim de semana, só agora estou a ficar a par de algumas notícias e também não me tinha apercebido deste Dia. :)

    ResponderEliminar
  5. Ai que bem escolhido! :)
    Quem dia...Amália! :)

    Abraço

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  6. Excelente gamanço! Boas escolhas para celebrar este dia, que penso serem 3 dias e não um, não sei bem!
    Sei que dia 17 é do não fumador.
    Dia Mundial prematuridade.
    Dia internacional dos estudantes.
    Dia nacional do combate a tuberculose.

    E mais não sei :))
    Boa semana Graça.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Gracinhamiga

    Eu também prefiro (de looonnngggeeeeeeee) a grande Amália que tive o prazer e o privilégio de a conhecer e com ela conversar. Achou "muito giro" que eu tivesse cantado o fado quando era puto... de 17 anos. :-) :-) :-)

    Espero ver-te e conhecer-te no Palácio da Independência. Sem falta!!!!

    Qjs

    Quanto aos dias de - já não percebo patavina. São tantos que para caberem todos o ano teria de ter 3.875,9 dias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho!! Há dia de tudo e de mais alguma coisa!

      Eliminar
  8. E conseguiu um post muito bonito.
    Beijinhos e votos de boa semana

    ResponderEliminar
  9. Fiquei aqui a ouvir a cancao do mar e esqueci-me de comentar. Gosto das duas versoes. Muito. Mas a Amalia e sempre a Amalia.

    ResponderEliminar
  10. ~ ~ Também concordo com a apreciação deste desempenho de Dulce Pontes.

    ~ ~ Ninguém como Sophia soube cantar o fascínio e encanto que o mar exerce sobre nós. ~ ~

    ~ ~ ~ Dia serenos e agradáveis. ~ ~ ~


    ResponderEliminar
  11. Desconhecia a existência de um Dia do Mar. Mas ainda bem que ele existe, pois foi um excelente pretexto para ouvir esta bela canção. Prefiro a Amália. Malgré tout...

    ResponderEliminar
  12. E roubaste muito bem amiga Graça.

    beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  13. Bom apontamento. Afinal também há dia do mar.
    A Sofia... sempre. A Amália... sim. A Dulce Pontes, não; não aprecio o exagero que põe nas suas interpretações. É pena porque ela tem um aparelho vocal notável.

    ResponderEliminar