quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Carlos do Carmo

Ouvi hoje na rádio parte de uma entrevista dirigida pela melhor entrevistadora portuguesa da atualidade – eu diria mesmo a única – Maria Flor Pedroso ao fadista-cantor Carlos do Carmo que, como todos sabem, foi distinguido com um Lifetime Grammy, o primeiro Grammy Latino a ser atribuído a um cantor português. O prémio será entregue no próximo dia 19 em Las Vegas e o cantor falou, entre muitas outras coisas, da alegria e do orgulho em ter sido agraciado e do que vão, ele e a mulher, fazer naquela louca cidade americana. Vão, disse ele, fazer coisas loucas como, por exemplo, submeterem-se a um (re)casamento daqueles à moda de Las Vegas.

Sabemos o bom comunicador que é Carlos do Carmo como sabemos o homem de esquerda que é. Falou, feliz, de todas estas alegrias e divertimentos e da família; falou, orgulhoso, do seu contributo e de outras entidades para a elaboração da candidatura do Fado a Património da Humanidade, um trabalho sério e profundo que se prolongou por seis anos; e falou de outros assuntos ligados à situação do país.


Mas a frase que me ficou mesmo no ouvido foi a seguinte: «Que estúpida esta esquerda que temos, que se recusa a unir-se, permitindo assim que a direita vá ganhando!» E não se deteve em mais explicações. Eu também não o farei, naturalmente.


25 comentários:

  1. Vinha(mos) de Lisboa e ouvi(mos) na Antena 1.
    Ele é um grande senhor (sem papas na língua) e ela uma grande apresentadora (não perco "A Cena do Ódio").
    Ouvi-o ler poemas de Vasco Graça Moura e de Júlio Pomar, que desconhecia.

    ResponderEliminar
  2. Um grande Senhor do qual eu gosto muito! A jornalista não conheço muito.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  3. Também gosto... mas não ouvi... será que disse poemas do Ary?

    Seu texto tem uma afirmação menos certa e uma imprecisão.

    Primeiro, a menos certa - Não é verdade que o Carlos tenha sido o primeiro agraciado com um grammy latino. Elisabete Matos, que é uma cantora de ópera portuguesa, em 2000, o seu álbum "La Dolores",recebeu o Grammy Latino para Best Classical Album.

    Quanto à imprecisão é a de não haver uma só esquerda, devia ter aplicado o plural. Para o Carlos ser preciso devia ter referido "esquerdas estúpidas", independentemente de lhe reconhecer razão ou não... :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço as correções - especialmente a primeira porque foi assim que li nos jornais e acreditei....

      Eliminar
  4. Além de saber falar, transmite mensagens de verdade que não fazem mal a ninguém, antes pelo contrário. A toda a gente da esquerda à direita, embora ainda haja por aí uns trogloditas com urticária por ele ser de esquerda.
    É um "monumento" de Lisboa e de Portugal. Vivo.

    ResponderEliminar
  5. O Senhor charme que estudou Hotelaria na Suíça.
    Algo que a minha filha mais velha também quer.
    Beijinhos e votos de bfds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Charme e voz....

      Boa sorte para a sua pequenina hoteleira!!

      Eliminar
  6. ~ ~ ~ Um ótimo cantor que sempre revelou ser inteligente. ~ ~ ~
    ~ Há o fado anterior a ele e o fado pós Carlos do Carmo: não há dúvida que foi o grande inovador do estilo atual deste género musical.

    ~ Aprovo completamente o teu arguto sublinhado em relação à esquerda portuguesa.

    ~ Infelizmente, há uma facção que parece ter-se viciado em protestar e reivindicar:
    ~ Dão a impressão que existem para fazer oposição, não querendo assumir parte das responsabilidades, num desempenho que não exige parcerias.

    ~ ~ ~ Agradável e ameno fim de semana. ~ ~ ~

    ResponderEliminar
  7. Muito oportuna a sua postagem. Admiro muito Carlos do Carmo, mas também a jornalista Maria Flor Pedroso. Para os que não ouviram a entrevista aqui vai o site:
    http://www.rtp.pt/antena1/index.php?t=Entrevista-a-Carlos-do-Carmo.rtp&article=8343&visual=11&tm=16&headline=13

    ResponderEliminar
  8. Além de inteligente é culto e teve a oportunidade desde jovem de abrir horizontes estudando na Suiça.
    Já o ouvi ao vivo , no teatro Micaelense em S. Miguel , um sonho , tudo de pé a aplaudir e as intervenções foram à esquerda...
    Viemos no mesmo avião , embora ele e a mulher em executiva...nós vinhamos mais apertados...
    Defendo como boa locutora , também , a Ana Lourenço da SIC Notícias.
    Um abraço , que é o que nos resta neste lodaçal.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  9. Que pena Carlos do Carmo estar limitado a um concerto por mês, por imposição médica.
    Há poucos dias estive num mini concerto onde este grande senhor actuou durante uma (escassa) hora. Houve de tudo. Classe, charme, fado, canção e boa disposição.
    Conversei com ele durante cinco minutos, tão pouco tempo. Continua a ser aquela pessoa a que desde cedo nos habituou.
    Carlos do Carmo não precisa de falar muito para se fazer entender.

    A propósito de entrevistadores. Maria Flor Pedroso é, sem sombra de dúvida, a melhor. Na entrevista mas também na reportagem, na moderação, na informação. Não há igual. A escola TSF deu-lhe uma bagagem profissional enorme.
    Nenhuma outra lhe chega aos calcanhares. E que me perdoe o(a) anónimo(a) M.A.A. mas Ana Lourenço, sendo boa profissional, fica a milhas de distância.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Restrições que lhe vêm do by-pass no coração ... Nunca tive a sorte de o ouvir ao vivo.

      Eliminar
  10. Grande Senhor, sem dúvida! E que grande frase!

    ResponderEliminar
  11. Gosto de o ouvir cantar. Gosto dos temas que ele canta e como a todos nos encanta

    ResponderEliminar
  12. Estou farto de dizer o mesmo. A esquerda não aprende e a direita agradece.
    A propósito... a múmia já deu os parabéns ao Carlos?
    Bom FDS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A múmia continua empalhada. Só desempalha para vir dar uma mãozinha ao "governo... não fala com "comunas" - não reconhece quem estiver fora da área do PSD/CDS/BPN.

      Eliminar
  13. Gracinhamiga

    Tenho a sorte (e o prazer) de o conhecer pessoalmente e tenho o prazer (e a sorte) de conhecer a Maria Flor quando era uma menina que aprendia na escola da TSF que ajudei a fazer. Além disso, a Maria Flor foi colega do meu filho Paulo. Ela ainda hoje diz que me considera um cavalheiro (o que não corresponde à realidade).

    E porquê essa afirmação que enche de alegria, satisfação e até um certo, Por várias (bastas) noites, quando saíamos da TSF, onde comentava a política internacional, a levei a casa e ficávamos a conversar sobre osmais diversos assuntos. Sem nunca lhe arrastar a asa...

    Não tenho nenhumas dúvidas que é a "melhor" em tudo o que faz, na rádio, na televisão e no papel. E quanto à minha querida Amiga Maria Flor fico-me por aqui.

    O Carlos do Carmo (que herdou de sua mãe a castiça Lucília do Carmo o amor pelo fado) é um homem de bem e excelente marido e pai dos seus dois filhos e uma filha. O desabafo sobre a esquerda portuguesa é verdadeiro, por isso apoiou António Costa quando este concorreu à presidência da CML.

    O mais que se diga sobre a sua carreira maravilhosa é despiciendo. Só recordo que o primeiro CD gravado em Portugal foi dele; e eu assisti aos trabalhos de gravação de Um Homem no País. Para finalizar este comentário: é muito exigente com ele mesmo; semelhante nessa exigência e noutro domínio só Cristiano Ronaldo...

    Qjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo, Henriquamigo!!

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Conheço bem Maria Flor Pedroso e fui amigo do seu pai, um brilhante Oficial da Marinha, que infelizmente morreu muito novo, num acidente de automóvel. A sua inteligência é uma boa herança de seu pai!

      Eliminar
  14. Tem toda a razão este grande senor do fado e não só!

    Abraço

    Rosa dos Ventos

    ResponderEliminar
  15. Respostas
    1. Este "obviamente" lembra-me alguma coisa...

      Eliminar
    2. DEMITO-O... ou melhor, demito-os!

      Eliminar
  16. Também gosto muito do fadista Carlos do Carmo e do Homem.
    Tem muita razão sobre o que disse sobre a Esquerda em Portugal!!!
    E sabe amiga, o PPD/PSD nas Autarquias alia-se muita vez à CDU
    para retirar o Partido Socialista da gestão de Câmaras Municipais
    ou Juntas de Freguesia. É de lamentar é que a população se alheie
    de muita coisa e portanto quase passa ao lado.
    Beijinhos,bom fim de semana e desejo que se encontre bem.
    Irene Alves

    ResponderEliminar