quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

O relógio na Inbicta...

(que me desculpem os meus amigos do Norte...)

António mostra orgulhosamente o seu novo apartamento a um amigo, após um jantar bem regado. Quando chegam à sala, o amigo repara numa enorme tampa de panela pendurada numa parede e pergunta:

- O que é aquilo?

António responde:

- É o meu relógio!

- E como funciona? - pergunta o amigo.

António pega num martelo e arregaça uma pancada enorme no gongo.

De repente, ouve-se do outro lado da parede:

- BAI PRÓ C...!...., GRANDESSÍSSIMO FILHO DA P... ......, SÃO DUAS HORAS
DA MANHÃ!!!!

- Bês... num falha, carago!!!!




10 comentários:

  1. É difícil escolher o que tem mais graça... Eu diria que é a ilustração, que me deixou mais surpresa! Grande imagem, muito gira.

    Quanto à anedota, percebi que faz mais sentido se fosse um alentejano. Mas aí... eles já estão tão calejados, ehehe.

    ResponderEliminar
  2. Leia o manual que hoje publiquei.
    Muito apimentado!! :))))
    Bibó Puorto!
    Beijinhos, bfds

    ResponderEliminar
  3. Rsrsrs
    Gosto da imagem.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. O NORTE ... e toda a sua "expressividade"!!!
    Bom fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  5. Graça, acho que esse relógio funciona em qualquer ponto do país e arredores :))
    Haja humor ! :D

    Um beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Somos muito espertos e...poupadinhos. Para quê gastar dinheiro num relógio, se temos quem nos diga a horas de borla?

    ResponderEliminar
  7. Num é o nuorte, carago ! É o Puorto !
    E é berdade ! Este Puorto é uma naçon e imbenta que se farta !

    Um grande abraço dum murcon do puorto, carago !
    Carago, não,... carago ! Num se debe dezer !

    ResponderEliminar