quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Dia Internacional da Língua Materna

Comemorou-se ontem. Mais um Dia de. Ontem foi a vez da Língua Materna, uma realidade por de mais importante na vida dos povos.

O Dia Internacional da Língua Materna foi instituído em 1999 na Conferência Geral da UNESCO. Teve a sua origem no Dia do Movimento da Língua celebrado em Bangladesh desde 1952.

O principal objetivo é promover a diversidade cultural linguística e alertar para as tradições linguísticas e culturais. 

Para celebrar, uma vez mais, a nossa Língua Materna, deixo aqui uma excelente prova de como a nossa língua materna é bela, doce e dúctil. 


Poesia, saudade da prosa

Poesia, saudade da prosa;
escrevia "tu", escrevia "rosa";
mas nada me pertencia,

nem o mundo lá fora
nem a memória,
o que ignorava ou o que sabia.

E se regressava pelo
mesmo caminho
não encontrava

senão palavras
e lugares vazios:
símbolos, metáforas,

o rio não era o rio
nem corria e a própria morte
era um problema de estilo.

Onde é que eu já lera
o que sentia, até a
minha alheia melancolia?

(Manuel António Pina,1999)



27 comentários:


  1. Muito belo Graça.
    Não me tinha apercebido deste "dia de"...

    Obrigada... e obrigada pelos beijinhos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais um, Afrodite!...

      Beijinhos em todos os dias de...

      Eliminar
  2. Concordo, Graça... Bela, dúctil e dócil...
    Por isso, gosto de fazer por vezes, traduções.
    ~~~ Beijinho ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... e dócil, dizes bem!

      Beijinhos tradutores de... aquilo que mais desejares.

      Eliminar
  3. A celebração do “International Mother Language Day” começou em 2009 no Ontário para reconhecer a diversidade cultural e promover a diversidade linguística e cultural da província. No Canadá há 200 línguas maternas pertencentes a 23 famílias linguísticas.
    : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Belo pedaço de informação, Catarina. Obrigada.

      Kisses and hugs... ah, não posso! É o dia da Língua Materna... :)))

      Eliminar
  4. Mais um dia para eu exigir por aqui respeito pela minha Língua Materna, que até tem estatuto de Língua oficial.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito do Pina que conheci pessoalmente num visita em contexto de sala de aulas com os meus alunos!
    Bj e viva a nossa língua!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sorte, Gracinha! Devia ser uma pessoa muito doce.

      Viva a nossa língua sempre!

      Eliminar
  6. Que bom ter-te a ti para recordar estas coisas boas e bonitas da nossa língua.
    O poema é sublime!

    Beijinhos Graça

    ResponderEliminar
  7. Não conhecia o texto. Gostei desta celebração.

    ResponderEliminar
  8. Será que temos noção do que a nossa língua representa no mundo ?

    Mandarim - 1,3 bilhão - China, Malásia e Taiwan.
    Espanhol - 427 milhões - Espanha e Américas.
    Inglês - 339 milhões - EUA, Reino Unido, Partes da Oceania.
    Árabe - 267 milhões - Oriente Médio, Arábia, África do Norte.
    Hindi - 260 milhões - Índia, regiões norte e central.
    Português - 202 milhões - Brasil, Portugal, Angola.

    Sabem que são mais de 6.900 línguas diferentes faladas ao redor do mundo, segundo o compêndio Ethnologue, que cataloga os idiomas do nosso planeta ? ...

    Justa a celebração !

    Beijinhos de graça para a Graça ! :)

    ResponderEliminar
  9. Celebra-se data tão digna... E, no internetês... vê-se claramente a desvalorização da nossa língua materna!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  10. Uma boa celebração, no poema de um grande poeta.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. beijo, gostei de ler
    escolha perfeita para celebrar a Lingua

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheço outros poetas que também manejam muito bem a nossa língua...

      Eliminar
  12. Manuel António Pina foi uma boa escolha para celebrar este Dia de...
    Já são tantos que apesar de dizermos que não os seguimos, lá vem um que apetece dar ênfase, porque a merece! Este é um deles.
    Qualquer foto de MAP, vê-mo-lo na companhia de um dos seus amigos de estimação.
    Gostei do poema, Graça.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era um amantes de gatos e um grande cultor da língua portuguesa.

      Beijinho.

      Eliminar
  13. O Pina e os gatos, que miar também é língua.O MAP é um dos meus poetas de eleição. Escrevia de um jeito especial; seria influenciado pelos gatos? Acho que sim.
    O que acho, também, é que a Graça, não perde uma oportunidade para pontuar no Roseira Brava. Agora sem picos.
    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, tão querido, Agostinho... Não mereço, mas agradeço.

      Beijinho sem picos...

      Eliminar
  14. Por mim tudo bem, desde que Português (Portugal) e Português (Brasil). A nossa Língua Materna tem ascendência, não é uma língua de invenção de palavras, na maioria das vezes até mal inventadas!
    Estou de acordo com um Acordo feito pelos Linguistas e Professores que sabem de tudo o que está relacionado com o Português !
    Cada macaco no seu galho !

    ResponderEliminar