quarta-feira, 16 de março de 2016

Histórias da minha rua (10)

O filho mais novo do vizinho chama-se Moisés – fiquei a saber.

«Ah! Que nome invulgar! Parece-me que nunca me passou um Moisés pelas mãos.» (de professora, entenda-se) – disse.

«E com o nome do meu mais velho?» - pergunta o vizinho, impante.

Arquei as sobrancelhas num sorriso que deixava prever o meu desconhecimento.

«Teodósio!» - exclamou.

De facto, não me passou nenhum Teodósio “pelas mãos”. Tive um Pompeu, um Arlindo, uma Onélia… mas Teodósio, nenhum.

E então lembrei-me daquele nosso colega de outra escola que chamou Óscar ao filho para não o tratarem por nenhum diminutivo. Mas o pessoal lá da escola, tão mauzinho, tratou logo de lhe chamar «Oscaralhito»…




20 comentários:

  1. Aqui no meu sítio há um Óscar Alho. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh diabo!!!! Deve ser primo do Adolfo Dias... eh eh eh

      Eliminar
  2. Olá Gracinha!

    Rir faz bem! E eu ri!
    Obrigada, repita a dose - dá saúde...
    Beijinhos.
    Dilita

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. O outro achava que Agostinho era diminutivo de Agosto. eheheh

    ResponderEliminar
  5. Uma graça esse diminutivo. Ri com gosto.

    ResponderEliminar
  6. Que rua a tua, Graça.:)

    É só personagens.

    abraço

    ResponderEliminar
  7. Não habia nexexidade... Oh balha-me Deus !!! :)))

    ResponderEliminar
  8. Boa Graça! Ahahahah
    bjs
    Tive uma colega de trabalho que conhecia um rapaz chamado Ocarário Manuel...também não está nada mal :)))

    ResponderEliminar
  9. Boa anedota para se contar num dia histórico
    Se tem muitas, conte-as
    talvez
    isto mude, de vez

    (há superstições assim...)

    ResponderEliminar
  10. Há gente muito má, pérfida mesmo :)))
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. História maravilhosamente divertida.
    Entretanto, para que não fiquem em desuso chamam-se à baila nomes que ninguém quer.
    Venham mais, Graça.

    ResponderEliminar
  12. hehehehe .... Com muita piada, Gracinha ! :))
    Tanto cuidado para dar nisto ! ... Pior a emenda que o soneto ! :)))

    beijinhos ! :)

    ResponderEliminar
  13. Ui, pobres crianças que ficam marcadas à nascença pela vontade dos pais serem originais. E como mais tarde são gozadas na escola... como esse Óscar! :)))

    Beijocas

    ResponderEliminar
  14. rrss rrss


    Cera vez e em serviço apareceu-me uma familia que deu às suas crianças , que eram bastantes, nomes medievais.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. É por estas e por outras que se deve ter muito cuidado com os nomes que se dão aos filhos :))

    Um beijinho amiga Graça

    ResponderEliminar
  16. As histórias da tua rua, davam um belo e divertido guião para uma comédia, Graça!!
    É cada cromo!!! :)))

    PS- A imagem do cachorro, maroto, está um must!! :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  17. Ora ainda bem que se divertiram, meus amigos! É que rir é preciso. Cada vez mais...

    ResponderEliminar
  18. Tive o prazer de conhecer um Etelvino e um Arlindo, são nomes do mais bonito que há.

    ResponderEliminar