quinta-feira, 25 de agosto de 2016

«Praia de Cascais»



Esta aguarela, com o nome de «Praia de Cascais» foi pintada em 1906 pelo Rei D. Carlos e foi adquirida em 1933 pelo médico oftalmologista António Anastácio Gonçalves, grande colecionador de arte. Por essa altura comprou também a Casa Malhoa, mandada construir pelo pintor José Malhoa no início do século XX para funcionar como seu atelier. Este edifício foi distinguido com o Prémio Valmor 1905.



Anastácio Gonçalves mudou-se para a sua nova casa onde viveu até à sua morte (1965) organizando a sua enorme coleção de arte. Por sua vontade, a casa foi legada ao Estado Português para aí se criar um museu que abriu ao público em 1980. Foi ampliada e melhorada tendo reaberto em 1997. 

A casa é linda por fora e por dentro e o acervo é riquíssimo: são cerca de três mil obras de arte que abrangem pintura portuguesa dos séculos XIX e XX, mobiliário português e oriental e porcelana chinesa. Existem ainda importantes núcleos de ourivesaria civil e sacra, pintura europeia, escultura portuguesa, cerâmica europeia, têxteis, numismática, medalhística, vidros e relógios de bolso de fabrico suíço e francês.

Vale bem a pena uma visita!

































A aguarela da autoria do Rei D. Carlos nem sempre está exposta dado ser muito frágil, mas no próximo outono vai ser possível admirá-la.

Uma boa razão para ir até à Casa-Museu Dr Anastácio Gonçalves. É já ali, na 5 de Outubro, em Lisboa...

23 comentários:

  1. Pelas fotos é uma visita que vale a pena fazer.
    Obras maravilhosas que adorei ver.
    Obrigada pela partilha, se não fosses tu, nem imaginava que este museu existia.

    Beijinhos Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a ver daqui as belíssimas fotos que tu lá farás, Manu!!

      Beijinho.

      Eliminar
  2. Um museu que gostaria de visitar.

    Fotos muito boas.
    Bjos : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Catarina. É de facto, muito bonito: edifício e recheio.

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Belo! Belíssimo!
    Valeu sua generosidade em deixar-nos conhecer belas obras pelas fotos fantásticas! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Generosidade nenhuma, Célia. É um prazer!

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Não conhecia.
    E agora quero ir visitar.
    Beijinhos, bfds

    ResponderEliminar
  5. Graça,
    Magnifica esta sua postagem, na qual aparece a Casa-Museu Dr Anastácio Gonçalves e as obras por você mostradas. Homens como o Dr. Anasstácio deixam sua marca para muitas gerações. São pessoas especiais.
    Bom final de semana.
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Pedro, pela sua visita e pela sua apreciação.

      Beijinho.

      Eliminar
  6. O Pintor José Malhoa teria vendido esta sua casa em Lisboa, para fixar residência em Figueiró dos Vinhos, onde mandou construir o "Casulo", assim se chama esta casa, que também é interessante visitar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa casa em Figueiró que é tão bonita, tão romântica e que só conheço por fora. Sempre que ia a Figueiró ia em serviço e nunca deu para a visitar. Mas hei de fazê-lo!

      Beijinho.

      Eliminar
    2. Vale a pena! Fica no seu distrito e a "dois passos". E, já agora, porque não uma banhoca com os netinhos lá na Praia das Rocas, em Castanheira de Pêra, enquanto o Verão está aí? E para recordar os seus tempos de trabalho...
      Bjo.

      Eliminar
  7. Olha, se eu não leio tudo até ao fim bem ia procurar a 5 de Outubro em Cascais...
    Mas com reportagem tão completa escuso de ir a Lisboa
    Boa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh eh eh... Ora eu sabia lá que havia uma 5 de Outubro em Cascais... Mas eu tinha de dizer que a 5 de Outubro é em Lisboa! Nem todos os meus visitantes são lisboetas...

      Eliminar
  8. Não conhecia. Obrigado por partilhar. A reportagem está muito bem documentada e fez-me desejar ir vê-la.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a certeza que a Elvira vai gostar!

      Beijinho.

      Eliminar
  9. Gostei imenso, não conheço, assim como tudo em Lisboa,muito raramente lá vou.

    Beijinho e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos de fazer uma «excursão» a Lisboa, Flor!!! Eh eh eh...

      Beijinhos e ... calma e coragem!

      Eliminar
  10. Não conhecia!
    Adorei o espólio e o edifício!
    A aguarela é maravilhosa!
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Gracinha. Vale a pena ir ver ao vivo e a cores...

      Beijinho.

      Eliminar
  11. Fiquei com vontade de ir visitar. Gostei da pintura do nosso rei, que sofreu uma morte violenta e tinha alma de artista 🌋

    ResponderEliminar
  12. Nunca visitei uma casa-museu... Penso que não me sentiria muito bem invadindo um espaço de intimidade privada...
    Parabéns pela excelente reportagem e partilha.
    ~~~ Beijinhos voadores ~~~

    ResponderEliminar