terça-feira, 3 de maio de 2016

O chico espertismo à portuguesa

É das características desta nossa maneira de ser que mais me aborrece: o chico espertismo.

Havia pouca gente na fila única para as caixas do supermercado. A máquina chamou e as senhoras à minha frente dirigiram-se para as caixas anunciadas. Era a minha vez e esperava a indicação do número da caixa para pagar; atrás de mim apenas um jovem. Nisto chega uma senhora dona a bambolear um saquinho com uma única maçã, passa à nossa frente sem que tivessem indicado qualquer número de caixa e segue, nas calmas, pelo corredor das caixas escolhendo a que a despachasse mais depressa.

Por azar ou por sorte, a máquina indicou para mim o número da caixa na qual a senhora dona esperava ser atendida. O operador da caixa demorou-se ainda um pouco mais com a cliente que estava a despachar dando-me tempo para chegar junto da tal senhora dona. Em voz baixa e em tom sereno, disse-lhe: «Muito bonito o que a senhora fez. Gostei muito. Foi realmente um gesto muito decente…» A senhora dona fixou em mim os seus pequeninos olhos azuis com ar entre o irónico e o vitorioso e entregou ao operador da caixa o saquinho com a maçã para pagar.

Insuportáveis estes “nossos” traços de falta de educação, não vos parece?



23 comentários:

  1. Não fiques vaidosa porque também tenho por cá dessas "senhoras donas" que me fazem rir e danar ao mesmo tempo com a chique espertisse delas.

    Beijinho Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As «senhoras donas» aparecem por todo o lado...
      Beijinho, Flor!

      Eliminar
  2. Eu faria melhor. Diria, desculpe, é a minha vez. Se eu tivesse um carro cheio de compras e a vi-se atrás de mim com uma maçã apenas, então dir-lhe-ia que poderia passar à minha frente. Aqui somos educados!!!! : )))
    E quando vamos levantar dinheiro (ou fazer qualquer outra transação) numa caixa multibanco e a pessoa que está atrás de nós está tão perto que poderá ver tudo o que estamos a fazer?! Também nesta situação somos educados. Mantemos o espaço adequado!! Portugal vs Canadá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida!! Mas eu sou mais do estilo Canadá...

      Eliminar
  3. Porque a Graça é educada.
    Se não fosse pagava da mesma moeda.
    Nem que fosse com um empurrão.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que horror, Pedro! E acha que eu seria capaz?!.... Que vergonha...

      Eliminar
  4. Graça, eu não ficaria por aí. Dir-lhe-ia que só podia passar à frente com o consentimento de quem estivesse na sua vez, depois de pedir ou se lhe oferecessem.
    O que ela fez é de uma tremenda falta de educação.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que há, Isabel! Ela passou à frente como se nada fosse, como se estivesse dentro da sua razão...

      Eliminar
  5. Essa e outras são comuns no nosso dia a dia. Algumas vezes parece-me que se trata de ignorância (um dos grandes males de muitos portugueses), mas noutras é mesmo o sentido do oportunismo: Eu sou mais esperto!...

    ResponderEliminar
  6. olá Graça isso do "chico espertismo" penso que será mais do tipo "ganha fama e deita-te na cama", não faz grande mossa comparando com o que se passa a nível global !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão! O que se passa por esse mundo fora é bem pior...

      Bisous.

      Eliminar
  7. (??)... E mesmo com a chamada de atenção a Srª Dona ainda teve a lata de prosseguir !?... :(((
    Por acaso eu sou um sortudo, que raramente presencio cenas do tipo das faladas aqui, antes pelo contrário , vejo sempre agradável simpatia e até por ex. na condução automóvel, nada é como era e para melhor! Talvez as gentes do norte sejam um bocadinho diferentes !?... Sorte a minha ! :))

    Beijinhos, Graça !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim parece-me que é nacional; não tem muitos a ver com gente do norte ou gente do sul: Mas é muito feio!

      Beijinhos.

      Eliminar
  8. Então e o empregado não se manifestou?
    Por aqui também se vê disso e eu passo logo a "batata quente" para o/a empregado e dá resultado.
    Com a pessoa mal educada nem falo não entro em em conversas apenas digo baixinho e com muita calma : Peço desculpa mas estamos numa fila e agora é a minha vez.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O empregado não deu conta porque era uma caixa para onde os clientes são chamados por uma máquina...

      Eliminar
  9. Sem qualquer dúvida, são as marcas de uma sociedade egoísta, que só se preocupa com os outros para a "fotografia" ou para o "filme".

    Quase toda a gente quer ser mais do que é, Graça.

    (Maldito cavaquismo, que trouxe tantas "porcaria" a este país)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como subscrevo os teus parêntesis!!! A competição desenfreada, a "meritocracia" e outras tretas bestiais!!

      Eliminar
  10. Podia a senhora Dona, como só tinha uma maçã, pedir-te com delicadeza que a deixasse pagar, mas não, como dizes armou-se e chica esperta, eu não me calava.

    Beijos Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho estofo para armar "barraca", Manu! Que se há de fazer?

      Eliminar
  11. Educação e civismo são duas palavras que, apesar de continuarem a existir no nosso léxico, caíram em desuso. Bom FDS, Graça

    ResponderEliminar