quinta-feira, 10 de julho de 2014

Perdas

Perdeu-se o computador, arranjou-se outro. Pronto!

Pior foi perder o meu gatinho Socas que teve de ser «posto a dormir» depois de um mês de comprimidos, idas e vindas da veterinária e internamentos que não conseguiram recuperá-lo de uma insuficiência renal. 




Farta de perder gatinhos, nem mesmo assim consigo ultrapassar estas perdas sem passar por uma enorme tristeza. Não aprendo! Não consigo aprender.

20 comentários:

  1. Acho que isso é algo que não é possível aprendermos.
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
  2. Quando gostamos muito sofremos mais
    Quer sejam pessoas, ou animais.

    ResponderEliminar
  3. Aprender a aprender uma coisa dessas é impossível, Graça.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. Nunca aprendemos a ultrapassar as perdas de seres que amamos sem sofrimento. Sejam eles pessoas ou animais de estimação.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Estimada Amiga Graça Sampaio,
    A vida é assim, já passei por essas situações com alguns anitos que muito amava. Por essa razão, aqui em Macau, já não tenho animais de estimação, na Tailandia ainda tenho dois canitos.
    Um canito chamado Évora, esse está sepultado no cemitério dos animais aqui em Macau, meu filho o adorva e chorou aquando da sua morte, mas a vida continua.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  6. Eles vem e enchem a nossa vida e um dia partem e nos deixam com saudade.

    Felicidades espero que o computador novo lhe ajude na recuperação.

    ResponderEliminar
  7. E quem aprende, Gracinha? :(
    Às vezes temos que tomar essa solução...eu tive que o fazer com a Nocas!

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Não é uma questão de aprender, Graça. A gente sofre sempre pela perda de um membro da família, e os nossos gatos são um membro da família, e presente, e interveniente...
    Sei que dói muito, e não se pode substituí-los...

    ResponderEliminar
  9. Por vê-los morrer, tantos e tantos, ao longo da vida, a partir de certa altura tomei a decisão de não ter mais gatos ! :(( ... Chegou de "masoquismo" ! :((
    .

    ResponderEliminar
  10. Tenho um nó na garganta, de lágrimas a correrem abraço-te, sente, sei que é difícil, mas pode ser confortante.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  11. Não aprendemos nunca, Graça! E, sabes? Também não quero desaprender de gostar destes nossos amigos e companheiros leais.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Os vossos sentimentos são os meus sentimentos e isso deixa-me feliz. Obrigada pelo conforto.

    Choro sempre muito a perda dos meus bichinhos - tenho de fazer como o Rui da Fonte, se for capaz...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Não há nada a aprender.
    Os sentimentos não são bons nem maus nem se podem evitar.

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. Que personagem... lindo!
    Dói, entristece, lamentavelmente passei por isso, são sentimentos que não se podem evitar, nem se deve.
    Ânimo!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Não há como aprender uma coisa dessas.

    ResponderEliminar