sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Versões

Recebi esta versão de um amigo amante da boa música com o apontamento de ser uma das canções mais belas alguma vez escritas.

Talvez não concorde em absoluto, mas é, de facto, uma muito bela canção.


       

Mas eu continuo a preferir a versão original na voz inconfundível do extraordinário Otis Redding.


                            


Bom fim de semana!

14 comentários:

  1. Acabei de a ouvir e fiquei a assobiar. )Voto na 2ª que é a primeira).
    :)

    ResponderEliminar
  2. Uma canção que maior prazer me deu e continua a dar. Uma daquelas que nos entra pela alma adentro e que nunca esquecemos.

    ResponderEliminar
  3. Prefiro a versão de Otis Redding.è uma canção do nosso tempo e fabulosa. M.A.A.

    ResponderEliminar
  4. Excelente escolha, Graça! Mil vezes: Otis Redding. Tocante!
    Ótimo final de semana!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Também prefiro a segunda...mas música é música e neste altura sabe tão bem ouvir sons que não nos incomodam os ouvidos!

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Prefiro sempre as versões originais por muito boas que sejam as seguintes. Mas Otis Redding e(ra) único!

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  7. Sem dúvida a original, gosto de a ouvir, a ultima vez que a ouvi foi na terça feira.

    bom domingo Graça

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  8. Fabulosa a original e fabulosas as duas versões... obrigada pela partilha.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. a versão do ottis é excelente mas eu prefiro a do meu grande Michael Bolton :)

    ResponderEliminar