segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Oh Happy Day!

Face à realidade que infelizmente vivemos, bem que dá vontade de relembrar como o poeta (mal-amado) descreve o Natal...


Natal de quê? De quem?
Daqueles que o não têm?
Dos que não são cristãos?
Ou de quem traz às costas
as cinzas de milhões?
Natal de paz agora
nesta terra de sangue?
Natal de liberdade
num mundo de oprimidos?
Natal de uma justiça
roubada sempre a todos?
Natal de ser-se igual
em ser-se concebido,
em de um ventre nascer-se,
em por de amor sofrer-se,
em de morte morrer-se,
e de ser-se esquecido?
Natal de caridade,
quando a fome ainda mata?
Natal de qual esperança
num mundo todo bombas?
Natal de honesta fé,
com gente que é traição,
vil ódio, mesquinhez,
e até Natal de amor?
Natal de quê? De quem?
Daqueles que o não têm,
ou dos que olhando ao longe
sonham de humana vida
um mundo que não há?
Ou dos que se torturam
e torturados são
na crença de que os homens
devem estender-se a mão?


(Natal de 1971, Jorge de Sena)

Mas o que realmente quero desejar a todos os amigos ue aqui passam é um Happy Day! Assim;


A very, very Happy Day!!

19 comentários:

  1. Lindo Graça, igualmente para ti e todos aqueles que te são queridos.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  2. Jorge de Sena era meu irmão...
    Bem-amado

    Não sei qual Natal é o seu
    Mas que seja igual ao meu

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar


  4. Estranho!

    A poesia contrasta muito com os votos formulados! Em inglês porquê?

    Relembrar desobriga a contenção e moderação?!

    Um Santo e Feliz Natal, com tudo o que nós todos gostamos: carinho, docinhos e prendinhas...

    ResponderEliminar
  5. Estimada Amiga Graça Sampaio,
    Infelizmente está quadra Natalícia de esperança de fé e de amor, está sendo, desde longa data não mais que comercial, onde as guerras a fome são o presente de natal que os políticos dão.
    Votos de um Santo e Feliz Natal.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  6. Um poema que faz doer a razão daqueles que ainda sentem a dor de viver sem pão...

    Fez-me lembrar o outro de Ary dos Santos.

    "Natal é quando um Homem quiser"

    ResponderEliminar
  7. Que toda a família tenha uma Santa Noite cheia de coisas boas!

    Abraço para todos...já que é Natal :)

    ResponderEliminar
  8. Graça, desculpe o lapso do duplicado.

    Apoio a Rosa: que não falte amor e carinho em todas as casas.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Bonito poema de Jorge de Sena, ele que foi obrigado a optar por outra Pátria devido à política do estado novo!
    Um Santo Natal para si e todos seus familiares.

    ResponderEliminar
  10. Jorge de Sena um dos santinhos que guardo na cabeceira, muito a propósito nestes dias.
    Mensagem perfeita que nos questiona e dá alento - oh happy day!
    Obrigado

    ResponderEliminar
  11. Happy Day também para ti e para os teus.

    abraço Graça

    ResponderEliminar
  12. A very, very Happy Day!!
    SENSACIONAL o poema-manifesto e a trilha sonora! Valeu e muito, Graça! Muitas alegrias para você e os seus!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Gostei tanto destes filmes....

    E, sim, Natal de quem, ainda por cima numa noite terrível como a que aqui está: chuva, vento e frio!

    Boa consoada para ti e paro os teus, menina

    ResponderEliminar
  14. Obrigada, meus amigos!

    Majo: em inglês porque é o que diz a canção que é cantada em inglês. Por muito que goste da língua inglesa, nunca a troco pela nossa - que é a nossa pátria!

    Beijinhos natalícios e tudo pelo melhor!

    ResponderEliminar
  15. Gracinhamiga

    O Happy Day nos dias que vão correndo será aquele em que nos virmos livres desta a cambada de pulhas que nos (des)governam. Ia a dizer - mesmo a tiro; mas estamos em tempo de Festas. Logo, as melhores possíveis.

    Qjs

    ResponderEliminar
  16. Graça, lamento não ter respeitado o seu estilo.
    As coisas estão tão péssimas que até há pejo em desejar um Natal muito, muito feliz em Português!
    E ficamos constrangidos em referirmo-nos à Festa a que estamos habituados.
    Mas se chegámos ao fundo, agora só podemos subir!
    Haja Saúde, Amor e Esperança para todos!

    Abraço e beijinhos amigos.

    ResponderEliminar