quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

A importância de um sorriso

Hoje, numa outra ida ao hospital, pedimos uma informação a duas senhoras auxiliares – na faixa dos cinquenta e muitos anos – que encontrámos num corredor por onde andávamos perdidos.

Logo as senhoras nos deram a informação necessária com toda a simpatia. Aliás, como todo o pessoal com que nos temos cruzado ao longo deste quase mês e meio, desde as auxiliares aos médicos chefes de serviço, desde os enfermeiros aos voluntários, todos de uma amabilidade e de uma simpatia extremas. Verdadeiros profissionais.

Bom, mas voltando ao episódio de hoje: depois de nos indicarem o caminho certo, uma das senhoras dirigiu-se-me: «Doutora?» E eu, admiradíssima, lá pensei: «certamente mãe de um antigo aluno…» Mas retruquei: «De onde me conhece?» E a senhora, com um ar de quase deslumbramento, disse: «Fui sua aluna…» («Há quantos anos, meus Deus…» - pensei) Mas disse espantada: «E ainda se lembra de mim?!» E aí a senhora derreteu-me por completo quando afirmou: «Não me lembrava, mas quando vi o seu sorriso, lembrei-me logo…»

Depois estivemos a falar um pouco. A senhora foi minha aluna nos anos 70, no início da minha carreira aqui em Leiria, ainda no “ciclo velho” e ainda se lembrava do meu sorriso…


Acho que ganhei o dia…


"O Ciclo Velho"

38 comentários:

  1. Tão bom, Gracinha!
    (Espero que o teu doente esteja a recuperar bem e que em breve se encontre restabelecido.)
    Muitos beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente está a recuperar aos poucos, de dia para dia. Vamos ver. Obrigada pelo teu cuidado.

      Beijinhos.

      Eliminar
  2. A simpatia das pessoas ajuda sempre amenizar alguma coisa.
    Gostei de ler

    Hoje:- Perdida no Sonho... Nudez Imaculada.
    .
    Bjos
    Votos de uma boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Larissa! A sua simpatia diária também me deixa encantada.

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Simpatia, afectos e sorrisos precisam-se!!

    Beijo. Boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre, Cidália! Temos o dever de nos abrir aos outros.

      Beijinhos.

      Eliminar
  4. Quanto "essas coisas" nos sabem bem, Graça !
    Não resisto a contar: Certo dia, há cerca de 20 anos, andava a passear com a Lena lá para Trás-os-Montes, entramos num Café para lanchar, pedimos e fomos servidos e quando chamei o "empregado" para pagar, ele chegou à mesa e disse : "Pagar, meu alferes ?... Nem pense nisso, que eu faço muito gosto em oferecer !... Eu fui seu soldado e o sr. foi para mim, muitíssimo especial e devo-lhe muito mais que isto" !!!
    Calculo que tenha sido equivalente "ao teu sorriso" ! :)

    Abraço, Graça :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembro-me de já teres feito referência a esse episódio, Rui.:)
      Imagino o quanto é gratificante haver alguém que se lembre de nós, passados tantos anos, pelos nossos actos de bondade e humanidade para com os que nos são subalternos, a ponto de lhes ficarmos na memória...do coração. A humildade é apanágio dos Grandes.

      Desculpa vir aqui ter esta prosa com o Rui, Graça.

      Beijinhos a ambos.

      Eliminar
    2. Que maravilha, Rui! Uma pessoa fica completamente desvanecida, não é? Que bom!

      Beijinhos e sorrisos...

      Eliminar
    3. Nada de desculpas, Janita! Entra sempre à vontade! Obrigada pelas tuas palavras.
      Beijinho.

      Eliminar
  5. É bom, muito bom sermos recordados pelo nosso sorriso, Graça.:)

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom mesmo!Sentimento de dever cumprido...

      Beijinho.

      Eliminar
  6. Também já me aconteceu o mesmo e é tão bom encontrarmos alunos que se lembram de nós pelo sorriso! bj

    ResponderEliminar
  7. Que maravilha, Graça! Um encontro assim, nesses termos faz ganhar o dia e não só. :)

    ResponderEliminar
  8. Deus sempre coloca anjos a nos aliviarem... Momentos sublimes!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre tão elevadas as suas palavras! Muito obrigada.

      Beijinhos.

      Eliminar
  9. Sabe bem!... É quando vemos melhor o quanto que "crescemos".

    Um sorriso nunca envelhece!

    Bj.

    Lídia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Lídia! «O sorriso nunca envelhece.» E por isso a senhora me reconheceu...

      Beijinhos e sorrisos.

      Eliminar
  10. O conforto de se ser reconhecido
    E a alegria de ter sido pelo sorriso

    ResponderEliminar
  11. Não me admira que essa senhora tua ex aluna te tivesse reconhecido pelo sorriso, Graça. O teu sorriso é especial. Lembro-me de quando fiz aquele meu post de sorrisos da blogosfera, tu ficaste no topo da lista. :)

    Mas...quando li a palavra Doutora, pensei que a senhora te estivesse a confundir com alguma médica que tivesse trabalhado lá no Hospital.
    Só no nosso país, as pessoas com uma licenciatura são tratadas por Doutoras/es. A minha filha detesta, e nem quer, que a tratem assim. Enfim...

    Beijinhos e sorrisos, Gracinha. Fico feliz por ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu detesto de igual modo, mas é um hábito arreigado, que se há de fazer? Já agora, conto aqui um episódio de quando cheguei aqui a Leiria vinda de Lisboa, com os meus 26 aninhos, as minhas minissaias e os meus sorrisos ainda juvenis. Fui a uma loja de tecidos e a senhora que me atendeu perguntou-me se eu era nova por aqui. (Em 74, Leiria era uma cidadezinha muito fechada a todos os níveis) E eu disse que tinha sido colocada na escola D. Dinis. Logo a senhora me começou a tratar por senhora doutora ao que eu reagi rindo e dizendo: «Chame-me Graça Maria que é o meu nome e eu gosto...» Ato contínuo ela me perguntou: «Porquê? É professora de Trabalhos Manuais?»...

      Está tudo dito, não está? :))

      Eliminar
  12. Pela foto vejo que tens um sorriso muito bonito, Graça. :))

    ResponderEliminar
  13. Momentos desse enchem-nos a alma.
    E, sim, o seu sorriso é lindo e contagia.
    Beijinhos, bfds

    ResponderEliminar
  14. Não admira. Foi a primeira coisa que me chamou a atenção naquele atribulado dia de chuva. O seu sorriso ilumina tudo ao seu redor.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Elvira, tão querida!!! Mil vezes obrigada!!!

      Beijinhos e sorrisos...

      Eliminar
  15. O poder de um sorriso. E é tão fácil! A propósito do comentário do Rui: Um dia em Lisboa, depois de ter saído da tropa há cerca de 20 anos, reparei num homem que caminhava à minha frente e pela forma de andar reconheci-o. Era um alferes do meu tempo e recebeu-me com um sorriso de orelha a orelha...

    ResponderEliminar
  16. Que história bonita, Graça! E que gratificante!
    Um sorriso oferecido, sem pedir nada em troca, pode salvar um dia, uma vida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito gratificante, Justine. Mesmo! Eu sempre gostei de dar aulas e tenho ideia que as dei sempre com muita alegria.

      Beijinho.

      Eliminar
  17. Também eu quero conhecer o teu sorriso, querida amiga, este ano gostaria de me encontrar com todos os amigos virtuais.

    Beijo grande da Teresa 😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oxalá,Teresa! Também terei muito prazer em conhecê-la ao vivo e a cores...

      Beijinho.

      Eliminar
  18. Tão bom sermos recordados por um sorriso. Parabéns. Sorria sempre. O mais forte é sempre aquele que mais sorri!

    ResponderEliminar
  19. Que maravilha!!

    Eu acho isso daqueles presentes maravilhosos.
    Os seus alunos só podiam gostar de si e achá-la afável e acolhedora. Será?

    Bonito.

    ResponderEliminar