sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Recado

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas.
Quando se vê, já é sexta-feira.
Quando se vê, já terminou o ano.
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos.
Agora é tarde demais para ser reprovado.

Se me fosse dada, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo:

Não deixe de fazer algo que gosta, devido à falta de tempo, 
pois a única falta que terá,
será deste tempo que infelizmente não voltará mais.



(Mário Quintana)

(Foto de F. Mendes)

21 comentários:

  1. Por isso envelhecemos tão mais rapidamente que o que julgamos e "a culpa" é exclusivamente nossa !!! :((
    Só ouço à minha volta :
    "Nunca mais chega o fim de semana" ! :(
    "O fim do mês não chega e o dinheiro está a acabar ! :(((
    "Estou ansioso pelo início do novo ano. Deve vir aí um aumento" !
    " Raios partam o Inverno. Eu quero é que chegue o calor !"
    " As férias nunca mais chegam ! Estou farto do trabalho !
    ...
    Sempre a pretendermos que o tempo passe rápido e depois queixamos-nos que sentimos dor aqui, ali e acolá !
    Que temos que ir ao médico por isto e por aquilo !
    Na realidade estamos a ficar velhos !!! ... e "a culpa" é nossa !!!

    Beijinhos, Graça ! :))... Valha-nos a nossa juventude evidente !!! eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carregado de razão, Rui! Valha-nos a nossa juventude evidente... :)))

      Beijinhos jovens...

      Eliminar
  2. Cara amiga e parceira de ofício Graça Sampaio.
    Tuas considerações são irretocáveis.
    Caro Padrinho Mor Rui Espírito Santo.
    Assino embaixo teu irretocável comentário.
    Tomo a liberdade de partilhar, como dizem no reino distante além-mar, tuas considerações e o comentário do Padrinho Mor Rui Espírito Santo.
    Como lastimo não ter sido um dos felizardos partícipes do Encontro Bloguista em São Pedro de Moal...
    Caloroso abraço. Saudações racionais.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente me busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena não ter podido estar presente no nosso 4º encontro, Professor!! Vale-nos que havemos de ter outras oportunidades.

      Beijinhos e abraços!

      Eliminar
  3. PS - Peço escusas pelo ato falho, porque a Graça Sampaio, no final que a reflexão, escreveu que é da lavra do inesquecível Mário Quintana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Homem de grande visão e conhecimento das pessoas!

      Eliminar
  4. Os pensamentos que Mário Quintana nos legou, são sábias lições de Vida. Que só descobrimos quando já é muito tarde.
    Gerir o nosso tempo, programando o tempo segundo o que mais nos dá prazer, é algo que poucos temos tempo de conseguir aprender a fazer. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo programando e reprogramando, Janita, a vida passa a correr. É uma pena.

      Beijinhos

      Eliminar
  5. É o tempo passa a correr.Tão a correre que mal damos por isso.Gosto muito do Quintana.
    Um abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  6. E neste minuto que já passou, neste dia que se foi, na hora que deixámos de viver como queríamos, o tempo vai passando...cada vez mais velhos, mas tentemos pelo menos ser cada dia mais felizes.
    Sou fã incondicional de Quintana.

    Beijinhos Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada podemos contra o tempo - seja bem ou mal passado, ele passa inexoravelmente, minuto a minuto, Manu!

      Beijinho.

      Eliminar
  7. O Mário Quintana dizia-as limpinhas. Coisas que já sabíamos,simplesmente "escolhemos" passar ao lado da verdade tanta vez...
    A foto é exemplarmente elucidativa: a descida da calçada traiçoeira: quando menos se espera... Quando as minhas "criancinhas" andavam na Domingos Sequeira passava lá todos os dias. De carro.
    Bj.

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito.
    Há anos que vivo dessa maneira, tenho muito cuidado de não deixar para amnhã o que tenho que fazer hoje.
    Agradecer, desculpar, pedir desculpa, mimar...tudo prioridades.
    bjs

    ResponderEliminar
  9. Tão belo e tão verdadeiro, o poema! E a fotografia é belíssima.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  10. Adoro Quintana!

    Grato abraço, Gracinha

    ResponderEliminar
  11. E por falar em tempo, não se esqueçam de atrasar os relógios uma hora esta noite!!

    ResponderEliminar