domingo, 30 de outubro de 2016

Hallowe'en? Porque não?

... que não é uma tradição nacional... que nós temos o Pão-por-Deus e mais o Dia do Bolinho... para que é isto agora... que a culpa foi dos professores de Inglês... que já substituímos o Menino Jesus pelo Pai Natal  (e até é fino substituir o almoço de domingo pelo "brunch" e ninguém se queixa!) e mais não sei o quê...

Ora se até já fomos levados a aceitar o músico Bob Dylan como o vencedor do Nobel da Literatura, por que diabo não podemos aceitar o Hallowe'en como (mais) uma festa (quase) nossa?!

Vejam se não é bonita esta festa.





E se vos aparecesse uma bruxinha destas bem atrevida que encontrei à solta no facebook, não ficavam convencidos?



Bom Dia das Bruxas!

19 comentários:

  1. O ano passado brinquei com o dia. Este ano não há disposição para brincadeiras.
    Um abraço e boa semana

    ResponderEliminar
  2. A bruxinha Betty Boop pu pu pi du, ali ao lado, também está gira. Boo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a minha preferida: bem marotinha, não é?! :)))

      Eliminar
  3. Why not? E as bruxas que andam por aí também têm direito a um dia de...

    Beijocas enfeitiçadas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais, Teté! E há tantas por aí... encapotadas...

      Happy Hallowe'en!

      Eliminar
  4. Falaste em brunch?!!!! Adoro brunches! Como te deves lembrar faço-os com frequência.
    Amanhã é o grande dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem sei, Catarina. E que bom aspeto têm sempre! Até apetece provar...
      Happy Hallowe'en!!

      Eliminar
  5. Não há essa tradição por aqui.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pena, porque até se torna divertido.

      Beijinhos "haunted"...

      Eliminar
  6. Do pão por Deus ao Halloween... A criançada aproveita tudo...
    Um beijo, Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fazem elas muito bem!! Há que aproveitar a vida...

      Beijinho.

      Eliminar
  7. "Aqui à atrasado", suponho que foi o ano passado, dirigi-me a um certo sítio (publico) onde fui atendido por uma jovem que me deixou perplexo, pela indumentária com que se apresentava.
    Vestida com ousados trapinhos, pintada e pestanada a preceito, toda de negro, parecia estar prestes a entrar num take dum qualquer filme de bolinha. Uns dias depois, intrigado pelo despropósito do quadro, questionei alguém do tal Serviço que me esclareceu que a moça já estava prontinha para o Halloween quando saísse do turno.
    Viva a festa!, naquele local e no desempenho de funções profissionais é que não.
    Uma boa noite das bruxas para quem a puder gozar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A certa altura há quem não saiba distinguir a linha que separa o divertimento do trabalho e exageram. E, o pior, é que há quem lhes permita. :((

      Eliminar
  8. E ainda as abóboras que já tinham passado de moda na sopa, voltaram a ser bem-vindas !

    ResponderEliminar
  9. Há pessoas que decidem escolher o "Lado B" da vida, sempre a criticar tudo e todos, decididamente não querem ser felizes.
    Como dizem os espanhóis. «olé», para todas as festas que animam a criançada e que não fazem mal a ninguém. Viva a felicidade!!!bjs

    ResponderEliminar
  10. Festejei durante anos com as minhas turmas!!! Bj

    ResponderEliminar
  11. Querida Gracinhamiga

    Uma bruxinha dessas? Claro que me convencia! O mais difícil era convencer a Raquel... Além do mais, depois do convencimento se calhar já não sabia que fazer com ela... Ai a maldita PDI.

    Bjs da Raquel e qjs do Leãozão

    ResponderEliminar

  12. DROGADO JOVEM OU JOVEM DROGADO
    Acabo de publicar na NOSSA TRAVESSA um novo textículo de minha autoria que tem como título DROGADO JOVEM OU JOVEM DROGADO que se passa num RESTAURANTE-BAR (tasco) no qual retomo a linha neorrealista que tantas/os leitoras/es apreciam. Oxalá o mesmo se passe com este. Nela, e como lhe compete, o vernáculo reina, sem pejo, nem falsos pudores.

    Henrique, o Leãozão



    ResponderEliminar