terça-feira, 8 de março de 2011

Enigma...





Como é Carnaval, ninguém pode levar a mal. Quem consegue dar resposta a esta adivinha antiga?

Tenho, tenho
Entre as pernas um engenho
Daqui como, daqui bebo,
Daqui pago a quem devo...

Quem sou?

16 comentários:

  1. Ainda estou a tentar relacionar com a foto:)

    ResponderEliminar
  2. Sabes que não tenho faro nenhum para adivinhas?
    Quem diria ? :-)

    ResponderEliminar
  3. 38, 39, 40, 41, 42, 43... S... à moda antiga?!...

    ResponderEliminar
  4. Voltei para ver se já havia dicas mas nada...
    A foto é apenas uma bela provocação, não é?! :-))
    Nunca me entendi com adivinhas mas fico sempre cheia de curiosidade! :-))

    ResponderEliminar
  5. Pronto! Eu ajudo! É uma profissão!

    ResponderEliminar
  6. Eu já arrisquei! Uma profissão que começa por "S", à moda antiga... trabalha com números (38, 39, 40, 41, 42, 43...).

    ResponderEliminar
  7. Estou como a M. Ainda a olhar para a foto.
    Se eu tivesse um sapateiro como este ... que bem me assentaria o sapato que ele tem na mão (se é que estou a ver bem).

    ResponderEliminar
  8. Estou pitosga de todo!
    Não vi que este belo exemplar masculino tinha um sapato na mão... :-))
    De qualquer das maneiras não adivinhava, nem com a dica tão directa do Luís...

    ResponderEliminar
  9. Malandrice! Na sugestão, claro está.

    A Lídia Jorge escreve, no "cais das merendas" que será um sapateiro à moda antiga, os que trabalhavam com as formas ao colo. Bem me lembro deles (ainda os há em actividade) a usarem peças de sola e ferramentas entre as pernas para assim poderem trabalhar.

    Boa partida. Aquela foto era só para provocar eheheh

    Beijinho, que o Carnaval tenha sido agradável.

    ResponderEliminar
  10. Aliás, o Luís já se tinha antecipado.
    Eu só quis armar ao pingarelho.
    Fui ao Google eheh

    António

    ResponderEliminar
  11. Pois... também poderá ter a ver com sapatos e sapateiros... Mas eu não pus a foto para as meninas ficarem embeiçadas a olhar...

    O Luís é capaz de ter razão, sei lá! Escritor, não!

    ResponderEliminar
  12. Pois pode, de facto, ser o sapateiro à moda antiga. E é também o correeiro. Esta é uma adivinha que corre na família do meu marido e que oiço há muitos anos porque o avô Violante era correeiro e trabalhava, tal como os sapateiros à moda antiga com um género de cavalete que punha no meio das pernas para trabalhar o cabedal...

    Ó Rosinha, deixa lá, eu também nunca fui muito boa em adivinhas! E, já agora, parabéns pelo dia de hoje.

    Beijinhos!E muito obrigada pela vossa participação.

    ResponderEliminar
  13. Oh! amiga, o que os correeiros colocam nas pernas para prender as correias e cozer à mão, chama-se talas, e não cavaletes.
    Usei muito na oficina do meu pai, (cheguei a aprender o ofício) também correeiro de profissão, mais tarde também estofador.
    Se fores aos teus arquivos, no "disco rígido", lembrar-te-ás da loginha na Rua Arco do Teixeira, junto à fábrica da Piriquita.
    O retratado é um actor brasileiro, que tem um nome italianado.

    ResponderEliminar
  14. Ó meu querido Caínhas, tu sabes de tudo! Lembro-me muio bem da lojinha que referes e que actualmente se chamaria atelier... Pronto, tá bem, então o dito engenho chama-se "talas", só que eu não sabia como chamar-lhe e chamei-lhe cavalete. Erradamente!
    Obrigada pelo esclarecimento. Gosto de aprender coisas todos os dias. Quanto ao borracho da foto, é realmente um actor brasileiro que não sei como se chama e também não estou interessada. É um borracho e basta.....
    Beijinhos para o "homem dos sete-ofícios"!

    ResponderEliminar