domingo, 22 de novembro de 2015

Exibicionistas atuais

Todos se devem lembrar um pouco. Ou saber por ouvir falar. Quando andei no Liceu Maria Amália, nos idos de 60, a senhora reitora de vez em quando ligava os intercomunicadores que havia nas salas de aulas e avisava que «as meninas estavam proibidas de atravessar o Parque Eduardo VII por não ser seguro». E nós sabíamos que a senhora reitora estava a referir-se aos exibicionistas que pululavam por lá e que faziam assim:




Atualmente, são mais deste género:


Uma boa semana para todos
sem exibicionistas de nenhuma ordem...

30 comentários:

  1. Hoje não é só exibicionismo
    Elas rebentam-se mesmo
    enquanto eles se limitam
    a mostrar o rastilho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh eh.... este Rogerito tem mesmo jeito para o versito!...

      Eliminar
  2. Infelizmente agora é assim. Mulheres, ou homens disfarçados de mulheres podem transportar um arsenal debaixo das burkas.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a viver tempos assustadores, Elvira!

      Beijinhos.

      Eliminar
  3. ~~~
    Penso que não eram apenas exibicionistas que incomodavam as alunas do liceu.
    Constava que também havia casos de assédio...

    ~ Quando andei por lá,
    pelo tal intercomunicador que da reitoria fazia chegar a voz da vetusta senhora
    a todas as salas de aula, em voz solene, as alunas ficaram 'terminantemente' proibidas de atravessar o parque.
    ~ As coisas que recordas!

    ~ Eu tinha tanto medo, que ao passar por ele na Rua Mq da Fronteira, mesmo
    no passeio oposto ia tensa e receosa...

    ~ Agora, os tarados são, de facto, mais barulhentos...

    ~~~~ Beijinhos. ~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Colega do Liceu?! Não fazia ideia! Só lá andei dois anos: no 6º e 7º anos, em 1963/64 e 64/65. E não gostei nada de lá andar, só te digo!!

      Beijinhos, colega!

      Eliminar
    2. Andei no MAVC, em 1961/62 e 1962/63, nos 3º e 4º amos.
      Saí de lá devido a transferencia no serviço do meu pai.
      Voltaria a Lisboa, já no 7º ano, todavia fui para o Filipa.
      Se o Maria Amália tinha um ambiente lúgubre, no Filipa passei
      um frio tremendo, apesar de haver um braseiro na sala de aula
      que nos deixava tontas devido ao dióxido de carbono.

      ~ No tempo em que os liceus eram tão escassos...~

      ~~~ Beijinhos afetuosos. ~~~
      ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
    3. Os liceus eram escassos e maus.... Como morava em Sintra e nesse tempo só havia liceus nas cidades, a minha mãe teve de me pôr no colégio para não fazer duas horas de viagem no comboio e autocarros aos 10 anos. Estive no colégio até ao 5º ano. Colégio quase familiar e misto, onde adorei andar. No 6º ano fui para o Maria Amália e detestei lá andar. Mas enfim!

      Beijinhos amigos.

      Eliminar
  4. Lembro.me bem era o "homem da gabardina" :((
    Embora o assunto seja dramático e sério, achei muita graça ao desenho.
    bjs

    ResponderEliminar
  5. O cenário é o mesmo. Os personagens são outros...Penso, contudo, que agora será bem mais perigoso!
    Um comentário aos desenhos: Excelentes!

    ResponderEliminar
  6. Rir continua a ser um excelente remédio. Pelo menos, ajuda.

    Um beijinho e uma boa semana, Graça :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rir é mesmo o melhor. Se conseguirmos...

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Passo, apenas para expor os meus votos de boa semana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Ainda me lembro de ver alguns. Mas suponho que hoje em dia esse exibicionismo gratuito está ultrapassado... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  9. Pois é, acho que nem nos dias ensolarados alguém se atreve a tais cometimentos. Nunca se sabe quem lhe aparece pela frente.

    Boa semana, Graça. Que frio que está, brrr.... Valha-nos o sol e os casacos.

    ResponderEliminar
  10. Como hoje publicaste estes desenhos para nos proporcionar um pouco de diversão, já que os tempos andam conturbados, o melhor mesmo é rir! :))

    Esses de antigamente que se exibiam para escandalizar, eram logo engavetados, ou mandados para o Júlio de Matos, já que no tempo da outra senhora não havia espaço para poucas vergonhas!!
    Os de hoje são mais complicados, mas para esse exibicionista, até que foi bem feito o susto que apanhou. :))

    Gostei dos desenhos. Haja imaginação!

    Beijinhos e que por aí o tempo esteja mais ameno!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja imaginação e arte, Janita! Há que rir, não é?

      Beijinhos - aqui a temperatura desceu abruptamente!

      Eliminar
  11. Os desse tempo promoviam-se, exibindo o que tinham de melhor (e decerto que não seria grande coisa); os de agora matam suicidando-se, acreditando numa ilusão (ou desilusão), "mostrando" o que têm de pior.

    Beijo

    ResponderEliminar