quinta-feira, 30 de julho de 2015

Canções de amor (4)



Não sei nada de associação de ideias nem de como elas acontecem. O facto é que, quando esta manhã abri a porta da frente e me dei com esta florzinha linda perlada de gotinhas de chuva, veio-me à cabeça uma das minhas canções dos tempos da adolescência na voz romântica do malogrado Agostinho dos Santos e que começava assim:

«Luz dos meus olhos desejo em flor
Que mal conhecem o que é o amor»...

(Versão brasileira de «My little one» de Frankie Laine de 1955.)


Querem ouvir? É lindo de mais...




19 comentários:

  1. Respostas
    1. Que dureza de coração!
      Não lhe fica bem, lá isso não!!

      Eliminar
  2. Muito romântica! Mas a flozinha orvalhada é ainda mais bonita...:)

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada uma no seu estilo.... A flor estava linda, realmente.
      Beijinhos floridos

      Eliminar
  3. Cantei e ainda canto tão bela e romântica canção!
    Feliz escolha, Graça!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu.... Agostinho dos Santos foi/é dos meus cantores preferidos. Uma voz única!

      Eliminar
  4. Gracinhamiga

    Prefiro a verdadeira do «My little one» de Frankie Laine. Gostos não se discutem. Por exemplo: detesto, odeio a troika à portuguesa: Silva, Cuelho & Catherine Deneuve... Poça a BBC já acabou com esta por falta de provas evidentes... Agora é o Paulinho of fairs

    Bjs da Kel e qjs do alfacinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nisso estamos de acordo, Henriquamigo! Gosto do Frankie Laine e detesto os tipos da troica à portuguesa. Paulinho of the fairs, também conhecido por Paulette....

      Beijinhos

      Eliminar
  5. A flor é tão bela! Lembro-me da canção, Graça.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poetas e flores dão-se sempre bem....

      Beijinho, Graça

      Eliminar
  6. A flor é linda e a fotografia é um espanto. Gostei imenso.
    A canção é muito doce e a voz parece ser ainda mais. Tudo muito lamechas!
    Mas o que seria o amor sem lamechices?

    Beijinhos com sorrisos doces ;))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As lamechices dos meus 13 anos, Kok..... que se há de fazer?!

      Beijinhos floridos

      Eliminar
  7. É assim! O amor e as flores sempre aliados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O amor é como uma flor - em beleza, em cor, em luz... Toca-se-lhe com menos delicadeza e logo se desfolha...

      Eliminar
  8. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. ~~~
    ~~ Simpático «bom dia» deu-te a tua linda flor!
    Não me lembro da canção... Na altura, eu era mais livros...

    ~~ Amanheceres bem dispostos e sorridentes,
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ~~ A bela lua cheia
    chegou com tempo ventoso e demasiado fresco, no reino dos Algarves...

    ~~~~~ Beijinhos. ~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  10. Uma flor pode encher (não preencher) um dia, dispensa os troiquitanas dos costume com vantagem, eleva o coração e evita enfartes.
    Quanto à canção, que não conhecia, será mais ao gosto das damas. Por que será?

    ResponderEliminar