quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Ponto de Honra




Ponto de honra

Não sou escrava
de lamento
nem tento ferida
de enfeite

nem uso a raiva
que tenho
como um alfange
no peito

Não talho o sangue
nas pedras

nem uso palavras
de ódio

e não quero anéis
de aceite
para enfeitar os meus olhos

Maria Teresa Horta



Não admira que uma mulher que já em 71 escrevia assim, hoje, muitos anos e muitas experiências depois tome  uma atitude destas!


15 comentários:

  1. Coerência, nos tempos que correm, difícil de encontrar! Grande mulher! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  2. Talvez isso justifique que ela não tenha ido receber o prémio e aproveitado para dizer umas boas ao PM. Ou então, fazer como no cartoon que a Teté publica hoje :-))

    ResponderEliminar
  3. Podia poupar-me a imagem
    da altura em que a conheci

    O tempo passa por nós
    Mas continua tesa
    A Teresa

    e o poema é ela

    ResponderEliminar
  4. Que pena, que pena não haver mais gente assim!!

    Ùm abraço a ambas

    ResponderEliminar
  5. Grande mulher, abençoada mulher.M.A.A.

    ResponderEliminar
  6. http://belledujourlisboa.blogspot.pt/2012/08/giveawaychanel-6-meses.html

    Giveaway Chanel!

    Participa!

    Adoro MTH! Mas os fundamentos dela de recusa decepcionaram.me quando referiu que o PPC está a destruir tudo o k se conquistou desde 74. Esta a atribuir a pobreza em k estamos ao actual governo ... Apenas! Então e os anteriores governos de esquerda? Quem tem lá estado?!

    ResponderEliminar
  7. E logo a seguir aí está o Diretor da Biblioteca Nacional de Portugal, António Pedro Dias, Prof. Catedrático da Universidade de Coimbra, a demitir-se desse cargo para que foi nomeado pelo próprio PPC e de militante do PSD, invocando precisamente os mesmos argumentos de Maria Teresa Horta.

    A Cultura a rebelar-se, a mostrar a sua força. Esperemos que possa obrigar alguns políticos a pensar um pouco mais antes de decidirem sempre em desfavor dos mais fracos.

    ResponderEliminar
  8. Ele andava a pedi-las... aí as tem. Toma e embrulha!

    ResponderEliminar
  9. Que grande coerência! Aplaudo a atitude corajosa de Maria Teresa Horta.

    ResponderEliminar

  10. Uma atitude em consonância com a atitude de intervenção social que se lhe reconhece.



    Um beijo

    ResponderEliminar
  11. aqui estão os valores morais!

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  12. O tempo não perdoa por fora mas reforça por dentro!
    Assim é que se fala!

    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Totalmente de acordo com a atitude de MTH.

    ResponderEliminar