sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Au revoir

Até um dia, Amigos!





Adieu l'ami
Faut se quitter
Car tout s'arrête
Avec l'été L'AMI

Les feuilles sont tombées
Sur les routes gelées L'AMI
Quand on courait
Sur les chemins
Pavés de fête
Mouillés de vin L'AMI
Nos chansons nous disaient
Que cela durerait la vie

{Refrain:}

Au revoir, au revoir
Qui sait jamais tout peut recommencer
Au revoir, au revoir
Il faut croire en l'été L'AMI

L'harmonica chante sans nous
Il chante encore
Nos quat'cents coups L'AMI
Si un jour il se tait
C'est qu'on aura changé L'AMI

{Refrain}

Adeus amigo,
Temos de nos deixar
Porque tudo termina um dia
Como o verão, amigo.

As folhas caíram
Sobre estradas geladas, amigo,
Quando corríamos
Pelos caminhos
Festas pelas ruas
Regadas com vinho, amigo
As nossas músicas diziam-nos
Que duraria toda a vida

Refrão:

Adeus, adeus
Quem sabe se algum dia podemos recomeçar
Adeus, adeus
É preciso acreditar no verão, amigo
A harmónica canta sem nós
Ele canta de novo
Aos nossos quatrocentos sopros, amigo
Se um dia ela silenciar
Quer dizer que tudo mudou, amigo.

Refrão

23 comentários:

  1. Olá:- Até um dia. As maiores felicidades.
    .
    ** Nostalgia em Sentimentos de amor **
    .
    Votos de um dia feliz

    ResponderEliminar
  2. Sem FB e outros meios para te ver, por favor, Gracinha, vai aparecendo para poder saber como estás.

    Até um dia, querida Amiga.

    Um forte e longo abraço.

    ResponderEliminar
  3. Graça é uma despedida do blogue?
    (Ou de outra coisa)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para já é uma despedida, Isabel... Falta de tempo e muito cansaço emocional...

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Como dizia o poeta, "não gosto nem a brincar, dizer adeus a ninguém"
    Por isso já com saudade, lhe desejo muita saúde, e lhe deixo um abraço amigo.

    ResponderEliminar
  5. Graça, esse adeus cantado
    já não era nada engraçado
    agora este teu
    nem sei o que te deu
    te digo eu
    não tem mesmo
    graça nenhuma


    ResponderEliminar
  6. O direito a uma pausa para recuperar energias, sim, mas mais do que isso é impensável. Volte depressa, Graça. Pode-se lá passar sem a sua graça natural!

    Até breve.

    Um beijo

    Lídia

    ResponderEliminar
  7. Se quiser, quando quiser, estaremos por aqui.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Voltei à minha juventude com esta canção de Gilbert Becaud.
    Ficarei à sua espera, minha Amiga Graça.
    Um grande beijo.

    ResponderEliminar
  9. Não esperava que fosses deixar a blogosfera, mas tu é que sabes se deves continuar ou não. Obrigado pelas tuas publicações !!!

    ResponderEliminar

  10. Não gosto (e evito usar) a palavra ADEUS...
    😔

    ResponderEliminar
  11. 'Au revoir', querida Amiga.
    Força!
    Beijinhos solidários.
    ~~~~~

    ResponderEliminar
  12. Aqui voltarei quando voltar, e até lá que encontre a serenidade e o descanso que procura
    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. deixo um abraço
    os blogs sem ti. ficam com menos "graça"...
    bom descanso-

    ResponderEliminar
  14. Amiga Graça, sempre tão gentil nas palavras comigo trocadas. Raramente tenho entrado na blogosfera, quando entro é só para uma rápida leitura. Deixo aqui um grande abraço e também registro sinceros pêsames. Agradeço pelos textos deliciosamente bem escritos que postastes neste espaço e desejo um bom retiro. Que encontres a tranquilidade e o descanso que procuras. E se decidires retornar, será uma alegria. Beijos

    ResponderEliminar
  15. Não tinha dado conta desta decisão... Até um dia destes, não muito longínquo...

    ResponderEliminar
  16. Na Primavera há-de sorrir uma rosa.

    Um beijo gratíssimo.

    ResponderEliminar
  17. Bom fim-de-semana, Gracinha!
    Sinto tantas saudades de te ler... de te sentir por aqui... :(

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Au revoir não é bem adeus, certo? Mas até nos revermos. Mesmo que muitas vezes não comente gosto de passar por aqui e não quero "adeuses" (esta palavra não deve existir)
    um beijinho e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar